© Copyright 2012, CESAREIA
Todos os direitos reservados


Bibliotecas

Historial

 

A história desta Biblioteca está intimamente ligada à do Seminário Maior de Viseu. Muitos dos documentos que integram o seu Fundo Antigo deviam pertencer ao extinto Convento do Oratório de S. Filipe Nery e outros, muito provavelmente, integravam o acervo bibliográfico do primeiro Seminário que funcionou no Paço dos Três Escalões até à terceira década do séc. XIX. Como registámos no capítulo anterior, muito espólio da biblioteca foi-se perdendo no âmbito das vicissitudes que ocorreram em 1834, 1841 e em 1911.
Na segunda metade do século XX foi sendo aumentado o seu fundo bibliográfico através da compra e das doações. Estas últimas têm assumido particular relevância, devido ao facto de na generalidade serem pertença de sacerdotes. Contudo, a ausência de uma avaliação das doações tem também suscitado a incorporação de documentos com temáticas desenquadradas dos parâmetros identitários e de utilidade à biblioteca.
Na década de oitenta da mesma centúria foram adquiridas a maioria das estantes que actualmente compõem o respectivo mobiliário.
A ausência de um técnico da área de biblioteca em permanência suscitou que ao longo dos anos se presenciasse alguma desorganização e anarquia no processo de consulta, de requisição e de arrumação dos documentos, dificultando muitas vezes a sua localização, não obstante a confirmação da sua existência através das fichas de catalogação. Esta situação foi profundamente agravada na sequência das avultadas obras de conservação, restauro e modernização a que o edifício foi sujeito nos anos de 2005 e 2006, que exigiram a remoção de todo o fundo documental para outros espaços, aproveitando-se esse período para se proceder à sua desinfestação. Quando se encetou a reinstalação da biblioteca não foi considerada a organização anterior, pelo que as obras foram dispostas sem qualquer critério nas estantes, deixando de haver correlação com as cotas de localização registadas nas fichas, pelo que o catálogo manual existente deixou de ter qualquer utilidade.
Nos últimos três anos iniciou-se o processo de informatização da colecção posterior a 1930, encontrando-se informatizado um total de 80% da colecção.
Trata-se de uma biblioteca que tem um enquadramento funcional identitário com o organismo do qual faz parte, o Seminário Maior, onde é ministrada formação numa área muito circunscrita e específica, a da teologia, e que institucionalmente faz parte da diocese de Viseu (mapa I). Assim, para além do cumprimento da missão enquanto unidade de informação, a Biblioteca integra-se no projecto desta instituição e depende dela quanto aos recursos e aos meios de acção.
Neste Seminário, o ensino encontra-se restringido ao Curso Superior de Teologia, com a duração de seis anos, integrado no Instituto Superior de Teologia. Este constitui uma unidade básica de ensino e de investigação filiada na Universidade Católica Portuguesa desde 1995, através do Decreto da Congregatio de Institutione Catholica, nº 1320/95/2, de 15 de Novembro.

Voltar